sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

No que pode acabar um exame médico.

Ando mesmo muito triste e por isso já cá não venho tão regularmente.
Esta semana não está a ser particularmente fácil, para mim.
Partiram os amigos e tinhamos programado, no dia seguinte, um exame ao colón da minha mãe. Ela andava queixosa, esteve no hospital a 30 de Dezembro com dores abdominais, fez 2 TAC's na Quarta e Quinta da semana passada e falaram que tinha divertículos (deve ser da alimentação moderna, pois ultimamente esta palavra está na boca de toda a gente...quando falo, quase todos têm ou os familiares tb têm). O médico aconselhou o tal exame e ela foi fazê-lo, acompanhada pelo meu irmão mais velho. Eu pensei em ir, mas quando telefonei ela pediu-me que viesse fazer-lhe um jantar de dieta, pois nesse dia só tinha tomado aquele líquido para limpeza do intestino. Vim para casa preparar tudo, mas como demoravam, resolvi telefonar ao meu irmão. Atendeu-me a chorar, dizendo que ía de urgência para o Hospital com ela, pois durante o exame os intestinos tinham sido perfurados e ela ía ser operada de urgência. Fiquei perplexa! Nem queria acreditar que ele ía com ela no carro, em hora de ponta, cheia de dores, com os intestinos rasgados e que nem uma ambulância tinha sido chamada ( a sorte dele foi um polícia de mota que passou e que ele explicou o que se passava e foi de sirene à frente abrindo caminho até ao hospital).
Esteve quase 16 horas no recobro (eu ainda fui autorizada a lá ir ) e agora está internada, mas está muito em baixo. Não sei bem o que lhe fizeram: só ouvi dizer que lhe tiraram alguns divertículos para análise e que tinha uma parte do intestino torcida, embrulhada com massa gorda.
Hoje teve que ser medicada para que os rins começassem a funcionar, pois não urinava e o médico estava com medo que os rins estivessem mal.
Penso que no meio de todos aqueles canos e tubos lhe estão a administrar algum sedativo, pois está quase sempre a dormitar e não tem muita vontade de falar.
Sei que tenho de ser paciente e esperar que o organismo recupere, mas é muito doloroso vê-la naquela cama assim. Tenho que ter fé que ela vai reagir e ter forças para ajudá-la na recuperação.
Para ti mãe..vão todos os meus pensamentos, toda a esperança e uma vontade enorme de te ter de volta a casa. Gosto muito de ti.

10 comentários:

  1. Margarida
    Força, tudo se vai recompôr...
    É natural ainda estar a dormitar, que nessas cirugias as anestesias podem ser mais fortes.
    As melhoras rápidas, e beijokinhas também para a mãe

    ResponderEliminar
  2. Força. As melhoras para a mãe.

    ResponderEliminar
  3. Oi Margarida
    Amiga que barra!!!!
    Mas o que fizeram com sua mãe? Um absurdo!
    Isto aqui dá processo.
    Mas nem pense nisso agora.
    A hora é de ajudar e dar força a sua mãe para ela se recuperar logo.
    Não há de ser nada querida , tudo vai acabar bem e tu já podes ir preparando aquela sopa gostosa para quando ela voltar. Vai ser logo, logo.......
    Força e amor e carinho, é o que ela precisa agora.
    Voltarei para saber noticías dela. Mande um beijinho por mim á ela.
    Querida fica bem, fica em paz!
    Beijos.
    Ray

    ResponderEliminar
  4. Olha Margarida tudo se irá recompor. A tua mãe não é mulher de cruzar braços e se entregar de animo leve. Por isso penso que mais uns dias e já vai estar de volta. Mas sabes com a idade as doença vão aparecendo e com ela o desanimo de quem as tem e de quem vê os seus familiares quebrares como varas verdes. melhoras para a tua mãe e dá-lhe um abraço muito apertado quando a vires, em meu nome. E tu, recebe aquele beijo de amizade e companheirismo. melhoras para ti tb.

    ResponderEliminar
  5. MIna, Quicas, Ray e Avogi
    Obrigada pelas mensagens de apoio. Estava mesmo a precisar.
    Estou de saída para o hospital e por isso não vou ao encontro de "bloguistas" (Desculpa Quicas). Espero encontrá-la mais animada e com um aspecto mais restabelecido.
    Sei que anda desesperada por beber umas gotinhas de água, mas não deixam.
    Obrigada pelo carinho de todas.
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Histórias como esta começam a ser demasiadas para o meu gosto. Um abraço solidário e votos de rápidas melhoras.

    ResponderEliminar
  7. Margarida?
    Passei por aqui para saber notícias da tua querida mamãe. Como está tudo? E voce como está? Desejo tudo de bom e rápido restabelecimento dela.
    Volto para saber......
    beijos.
    Ray

    ResponderEliminar
  8. Por favor tenha força e se apóie em Deus. Do lado de cá vou fazer umas orações

    ResponderEliminar
  9. Obrigada Noris, Ray e Luis
    Não tenho tido tempo para andar por aqui, mas infelizmente as melhoras não têm sido rápidas como queríamos. Tem tido muita asma, e continua com níveis de infecção no sangue.
    Ainda por cima hoje descobrimos que não lhe foi dado o remédio para a hipertensão desde que foi operada. Conclusão: tensão alta, pés inchados e músculo do coração fraco. E ela já toma esse remédio há tantos anos.
    Hoje começou a comer maçã cozida e gelatina, mas a sopa não foi. Já bebeu chá.
    Vamos ver como vai evoluir nos próximos dias.
    Bjs a todos e muito obrigada pelo apoio.

    ResponderEliminar
  10. Um beijo de solidariedade com a tua dor. tudo se há-de recompor. mas essa de se esquecer do remédio da hipertensão...Mas quem se esqueceu? A tua mãe não de certeza... que coitada esta na cama sem poder se levantar...Um beijinho para ela.

    ResponderEliminar